A lenda do Pé Grande

A lenda do Pé Grande, também conhecido com Bigfoot ou Sasquatch, é uma história bem antiga, mas que em em 1951 se tornou mundialmente conhecida, quando o alpinista britânico Eric Shipton publicou uma série de fotografias de pegadas humanoides obtidas na cordilheira Gauri Sankar, no Himalaia.

Essas pegadas seriam de animais bípedes, pesando aproximadamente 200 quilos, de 2 a 3 metros de altura e corpo totalmente coberto de pelos para sobreviver ao intenso frio das regiões em que se encontram.

O apelido de Pé Grande nasceu a partir dessas fotografias de pegadas, que comparadas com um pé humano normal, teriam proporções muito maiores. Depois desse acontecimento, vários casos de avistamentos desses "monstros" foram notificados às autoridades. Em 20 de outubro de 1967 surgiu uma das mais famosas evidências do pé grande. Aconteceu quando o vaqueiro e inventor amador Roger Patterson e seu amigo Robert Gimlin filmaram com uma câmera 16mm um ser peludo, de aproximadamente 2,3m de altura e que e que caminhava ereto a uma distância de uns 20 metros de onde eles estavam. O vídeo não é muito nítido, mas mostra o que seria uma fêmea do Pé Grande andando e agitando os braços para a câmera, antes de desaparecer na mata.

No ano de 2001, Matthew Jonhson, um psicólogo foi à imprensa divulgar o seu relato sobre o Pé Grande, com cerca de 2,5 m de altura, nas florestas do Monumento Nacional das Cavernas de Oregon, nos EUA. Johnson afirma que o animal exalava um cheiro insuportável e estava observando sua família a uma certa distância. O guarda que o atendeu disse que ele estava transtornado a chorando muito.

Existe uma teoria científica que aponta a possibilidade dessas criaturas serem descendentes diretos do Gigantopithecus, também conhecido como Macaco dos Vales. É um primata já extinto, maior que um gorila e que possuía dentes parecidos com os dos humanos, aliais seus dentes foram o que levaram a sua descoberta, esses dentes era vendidos por boticários chineses como dentes de dragão, que são conhecidos por seus poderes de cura milagrosos. Seu parente vivo mais próximo é o orangotango.



Falta de provas
Hoje em dia quase todo mundo tem um smartphones com câmera HD em seu bolso. Em nenhum momento na história tantas pessoas tinham acesso a câmeras de alta qualidade. Se o Pé Grande realmente existe, logicamente a prova fotográfica deveria melhorar ao longo dos anos, e não é o que vem acontecendo.

No entanto, a falta de uma boa prova não significa que a lenda não seja verdadeira. Todo mês aparece alguém dizendo que tem provas de que viu o pé grande, ou até de que conseguiu capturá-lo, mas o fato nunca leva a nada.


Será mesmo o Pé Grande uma criatura real? Ou apenas fruto da imaginação de quem insiste em acreditar nele?

________________________________________________________________________________________________________________________