Nikola Tesla - O Mestre da Eletricidade

Se não fosse por Nikola Tesla, possivelmente você não estaria lendo esse texto agora na tela do computador e, ainda mais, nenhum equipamento eletroeletrônico existiria.
Entre suas contribuições para o avanço do mundo moderno estão o desenvolvimento do rádio, demonstrando a transmissão sem fio em 1894, robótica, controle remoto, radar, ciência computacional, balística, física nuclear e física teórica.

Suas idéias no mundo foram tão revolucionárias que o Estado de Nova York e muitos outros estados dos EUA proclamaram 10 de junho, aniversário de Nikola Tesla, como o dia de tesla. Sempre à frente de seu tempo contribuiu-se em um dos maiores visionários da ciência, o que torna injusta a "total escuridão" em que este homem terminou a sua vida. A placa de rua Nikola Tesla Corner foi recentemente colocada na esquina da Rua 40 com a Avenida 6, em Manhattan. Há uma foto grande de Tesla na Estátua da Liberdade Museum. O Liberty Science Center, em Jersey City, New Jersey tem uma demonstração de ciência diária da famosa Bobina de Tesla que cria um milhão de volts de eletricidade diante dos olhos de espectadores.

Este grande gênio nasceu em 10 de julho de 1856 em Smiljan, Lika, que era então parte do Império Austro-Hungaro, região da croácia. O pai, Milutin Tesla, sacerdote ortodoxo sérvio e a mãe, Djuka Mandic contribuíram de forma determinante nas escolhas futuras de Tesla.

Tesla estudou na Realschule, Karlstadt em 1873, o Instituto Politécnico em Graz, na Austrália e na Universidade de Praga quando ficou fascinado por eletricidade. A partir daí, iniciou sua carreira como engenheiro elétrico com uma companhia telefônica em Budapeste em 1881.

Mais tarde, Tesla recebeu e aceitou uma oferta para trabalhar para Thomas Edison, em Nova York. Seu sonho de infância era ir aos Estados Unidos para aproveitar o poder de Niagara Falls. Tesla começou a melhorar a linha de dínamos de Edison, enquanto trabalhava no laboratório em Nova Jersey. Foi aqui que a sua divergência de opinião com Edison sobre corrente contínua e corrente alternada começou. Apesar de muitas descobertas profícuas, as divergências entre Tesla e Edison o fez, em 1912, recusar em dividir o Prêmio Nobel de física entre os dois. Assim, o prêmio acabou sendo dado a outro pesquisador.

Leia mais sobre Nikola Tesla: http://migre.me/fR9ht
________________________________________________________________________________________________________________________