NASA detecta explosão gigante em nossa galáxia vizinha

Uma explosão realmente colossal foi detectada pelos astrofísicos da NASA há alguns dias, através da sonda espacial Swift, na nossa vizinha galáxia M31 – também conhecida como galáxia de Andrômeda.

Para você ter uma ideia de como esse evento foi realmente significativo, os astrônomos chegaram a suspeitar que poderia ter sido um dos eventos mais violentos do universo: uma explosão de raios gama que, em apenas alguns segundos, poderia ter lançado a mesma (ou mais) energia que o nosso sol lançou durante toda sua existência.

Se essa hipótese fosse confirmada, esta seria a explosão de raios gama mais próxima da Terra já detectada. E, claro, também iria ajudar os cientistas a entenderem melhor o que são, como e porque acontecem esses misteriosos pulsos de energia.


A Hipótese do Raio Gama

A notícia de que essa explosão teria acontecido relativamente perto da Terra, em uma galáxia vizinha, e ainda havia sido captada por equipamentos da NASA, foi recebida com bastante entusiasmo por parte de toda a comunidade científica. Tudo isso porque as explosões de raios gama são tão poderosas que, se acontecessem aqui dentro da nossa galáxia, poderiam desencadear um processo de destruição em massa e extinção da vida na Terra, como explica o Dr. Alan Duffy.

Os astrônomos acreditam que a maioria das explosões de raios gama acontecem quando estrelas gigantescas entram em colapso. Mas essa explosão de que falamos foi extremamente curta e pode ter sido causada por um evento ainda mais raro: a colisão de duas estrelas de nêutrons – que são os restos mortais de supernovas. 

"Estamos falando de algo absurdamente raro em nível interestelar, um evento conhecido mas nunca antes registrado de "perto" em toda a história da astronomia".

Fonte: Hyperscience
________________________________________________________________________________________________________________________